27
Nov
08

Reminiscências da infância

cafe-pb

Procurarei esclarecer ao leitor, em breves linhas, a minha paixão por café e por que tal paixão levou-me a criar, juntamente com Sidarta Rodrigues, esse blog. Recordo-me que desde minha infância fui levado a apreciar essa bebida, e, nada produz tamanha nostalgia sobre minha pessoa, quanto o café, que representa para mim a possibilidade de reviver momentos de ingenuidade.

O responsável direto por tamanha emoção ao beber café foi meu saudoso pai-avô. Ele, alagoano de nascimento e profundo amante de café, não tinha refinamentos ao prepará-lo, mas, como poucos, o sabia fazer. Lembro-me claramente; íamos todos os meses ao supermercado Paes Mendonça, no bairro dos Mares, comprar café – tinha de ser da marca Café América e, sobretudo, torrado na hora. Nesse sublime momento o meu olfato de criança saboreava o aroma, era delicioso e ainda hoje, quando sinto o cheiro de café torrado na hora, me recordo saudosamente daquelas idas ao mercado.

Hoje, anos depois daqueles belos momentos, chego a conclusão que não existe bebida mais democrática no mundo. Desde magnatas, reis, príncipes, presidentes e operários, todos têm acesso. O que pode ser diferenciado são os tipos de café, as formas de preparo; uns preferem café puro, popularmente chamado café preto, outros o bebem acompanhado de leite, não importa a forma que se beba o café, ele acaba por ser largamente consumido em nossa sociedade.

Não é privilegio de nossa sociedade tampouco de nossa época a consumo de café, por exemplo, na França do século XIX, se tornaram famosos os cafés – e em especial o café Guerbois – onde vários artistas do movimento conhecido como Impressionistas freqüentavam, tais como Manet, Paul Cézanne, Pierre-Auguste Renoir, Monet e o escritor Émile Zola entre outros tantos.

Certa ocasião o Escritor Frances Honoré de Balzac proferiu a seguinte frase “Quando nós bebemos café, as idéias marcham como um exército”. Assim funcionou com vários artistas freqüentadores dos cafés parisienses onde desenvolviam fabulosas produções literárias ou belíssimas telas, funciona comigo em momentos que desejo maior concentração em alguma pesquisa ou leitura.

Entretanto, o que tenho em comum com esses personagens notórios de nossa história? Talvez quase nada – e seria pretensão da minha parte querer encontrar. Todavia existe uma linha inexorável que nos liga ao longo do tempo: a paixão pelo café, o hábito diário de consumi-lo, degustá-lo.

Quantas saudades daqueles momentos de infância onde podia presenciar o café ser torrado e inalar aquele deleitoso aroma…

Roberto Silva

Mais sobre Impressionismo e café:

Fonte: www.wetcanvas.com/Museum/Impressionists/CircleFriends/Cafes


3 Responses to “Reminiscências da infância”


  1. Novembro 27, 2008 às 8:11 pm

    Lendo esse texto fiz uma viagem na minha infância,… as compras com minha mãe, …a padaria “Pão Nosso” que vendia café moído na hora, …dos momentos de apreciar o balcão da padaria, …a dúvida de qual seria o bolo ou o pão mais delicioso e qual ia levar (queria todos, rsrs), … belos momentos!!!

  2. Novembro 28, 2008 às 12:40 pm

    Recordar a infância pode ser nostálgico, porém nos permite recordar os bons momentos e as descobertas que outrora fizemos. Deparar com o café pela primeira vez é, sem dúvida, uma dessas descobertas. Há quem diga que a descoberta de um novo manjar causa mais felicidade ao gênero humano que a descoberta de uma estrela.

    Leandra Silva

  3. 3 Lane Luz
    Dezembro 5, 2008 às 2:43 pm

    Na verdade como todos aromas e fragrâncias, podemos nos remeter ao passado com lembranças de lugares e pessoas.
    Buscando entender as entrelinhas do texto, remetendo o escritor às suas saudosas lembranças da infância com seus entes queridos, pude recordar momentos maravilhosos vivenciados ao lado da minha avó paterna, aquele cafezinho caseiro feito na hora e ainda com o prazer de estar na fazenda. Hoje o café já não tem o mesmo sabor, pois deixei de tomar por prazer, aquele com minha vó na fazenda(BA) e passei a tomar, feito na cafeteira – industrialmente(São Paulo – SP), para permanecer noites em claro concluindo trabalhos da faculdade ou relatórios para a e empresa.
    Realmente, é em nossa infância que podemos ter nossas melhores e deliciosas vivências e lembranças…bons tempos que não voltam mais…
    Lane.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: