14
Abr
09

Hermann Hesse (1877 – 1962)

hesse

Caro leitor, estes dias em que estive em casa, aproveitei o tempo livre para arrumar algumas caixas onde guardo uma parte de meus livros, e tive o prazer de encontrar uma obra para o qual tenho grande apreço: Felicidade de Hermann Hesse, esse livro me foi presenteado por Sidarta em um aniversário, só não me recordo qual ano, espero que ele me perdoe por esse lapso de memória. Tenho carinho especial por esse livro, me proporcionou momentos agradáveis de leitura.

Neste livro Hesse reflete sobre o cotidiano e o seu trabalho como escritor. Um Hermann Hesse revelado como nunca antes. Na tranqüilidade de sua casa aproveita para passear pelas reminiscências de sua vida, e a aborda alguns temas, entre eles um tema muito querido por ele: felicidade.

“Entre as palavras, existem para cada falante as prediletas e as estranhas, preferidas e evitadas, cotidianas – que se usam mil vezes sem temer o desgaste – e outras – solenes – que, por mais que as amemos, só pronunciamos ou escrevemos com cuidado e reflexão, como objetos raros: fazendo as escolhas que correspondem a essa sua solenidade. Entre elas está para mim a palavra felicidade.”

Esse trecho é apenas uma noção da beleza desse livro, espero que os leitores gostem dessa dica de leitura, trata-se de uma obra despretensiosa do autor de vários livros consagrados, entre eles O lobo da estepe, Demian, Sidarta, entre outras obras bastante conhecidas.

Felicidade

Autor: Hermann Hesse

Editora Record

Paginas: 157

1999

Por Roberto Silva


2 Responses to “Hermann Hesse (1877 – 1962)”


  1. 1 Adua Nesi
    Abril 20, 2009 às 9:21 pm

    Dos livros do Hesse, q li qdo bem jovem, marcou-me muito O Lobo da Estepe.
    O escritor nos leva por um caminho e, no meio do caminho, nos faz voltar atrás completamente
    dominados.

  2. 2 Tiago Lessa
    Novembro 17, 2009 às 7:12 pm

    Meus caros amigos… há tanto por comentar… Mas só agora o faço, pela primeira vez. Perdoem-me. Mas só tive ensejo.
    Bem, Renilton, quanto ao ano que você ganhou “Felicidade” eu o sei: 2002. Como sei? Lembro-me de você ter-me dito que tinha acabado de ganhá-lo. Foi quando aproveitei e o pedi emprestado… Ótima leitura, recomendo a todos. Ao ler esse livro, temos a impressão de que estamos conversando com próprio autor, refletindo junto com ele… Simplesmente cativante.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: