23
Dez
09

Do amor

O que importa é amar e ser amado, mas o que é o amor? Não tenho respostas concretas sobre essa indagação e nem me atrevo a formular teorias baseadas em clássicos da filosofia ou em pensamentos de teóricos de varias culturas e épocas distintas da humanidade. Realmente, não desejo responder o que seria o amor, mas pretendo discorrer brevemente sobre esse sentimento ou estado da alma tão sublime e inefável.

Nessa época do ano que vivemos se comemora o Natal e a entrada de um novo ano: as pessoas tendem a congregar e confraternizar entre parentes e amigos. Geralmente as trocas de presentes ocorrem, em sinal de estima, mas e o amor? As pessoas amam genuinamente ou apenas cumprem costumes já enraizados em suas vidas?

O amor não é sinônimo normalmente de loucura, mas guarda em suas características o brilho no olhar que transparece profunda felicidade, e quão gostoso é ver estampado no olhar da pessoa que tanto amamos esse brilho, não por querer se sentir amado, mas por esta ligada em um sentimento mútuo de bem querer.

Quantas canções foram feitas na história da humanidade em honra desse sentimento, quantas poesias foram declamadas para se exaltar esse pulsar que emana do lugar mais profundo alma…

Por Roberto Silva


1 Response to “Do amor”


  1. 1 Tâmara Rodigues
    Janeiro 17, 2010 às 6:50 pm

    O amor e a paixão não estão em nenhum “Mundo de Sofia”, nem no mundo de Jostein Gaarder. Acho que no momento em que classificarmos ou então notificarmos o que é um dos sentimentos mais infindos do ser, o amor e a paixão deixará de ser tão importantes e tão divinos e isto foge um pouco das nossas mãos, porque se somos filhos de Deus, temos uma divindade na essência, mais não o necessário para entender o significado real desses dois mútuos sentimentos, apenas sentimos de forma a não conseguir nem as vezes demonstrar e por isso existem as diversar maneiras de se amar, com um simples brilho no olhar, com um simples gelar das mãos, com um simples pulsar do coração, com uma simples sensação de estarmos nervoso e ao mesmo tempo não saber o que dizer, nem pra onde olhar, ou de simplesmente lhes oferta um presente não na esperança de ser retribuido da mesma forma mais sim com mais uma vez um simples…sorriso.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: